COMUNICADO

Oi gente!

É provável que vcs notem que em alguns posts do blog há fotos que não aparecem ou não abrem ampliadas em outra janela. Nós tivemos problemas com a hospedagem dessas imagens, por isso algumas foram perdidas.
Já estamos trabalhando a fim de recuperá-las (temos backup, ainda bem!). O processo levará algum tempo, mas vai dar tudo certo.
Agradecemos pelo apoio recebido até o momento, e contamos com a compreensão de vcs. <3

sábado, 25 de abril de 2009

Essa não decepciona: Norah


Outro dia na Ikesaki fui abordada por uma menina super simpática que quis me perguntar uma coisa. Achei que era sobre cosméticos, mas não tinha nada a ver com o lugar onde a gente estava; tinha a ver com meus sapatos.

Aquele par eu tinha comprado na Regina Rios, e foi sorte de principiante. Aqueles sapatos já têm aí uns cinco anos e estão lindos ainda. Mas depois desses tentei comprar lá mais três vezes, e os sapatos desmancharam na terceira vez que usei, coisa assim. É um tal de cair salto, sair sola, descolar parte... Desmancha. Uma merda total.

Mas acabei dando pra ela uma dica que uma amiga me deu sobre uma loja (a boa Selma, essa mesma, ela sabe tudo!) , e vou compartilhar a dica aqui.

Sapatos... Eu amo, lógico, eu sou mulher, Mulher! Claro que eu amo sapatos! Mas aí é o seguinte: sapato bonito e confortável existe, sim, não é mito. Mas bonito,  confortável e barato não existe. Ponto final. Acontece que recentemente eu descobri o paraís... digo, a Norah. Essa marca, segundo eu soube, é a irmã feminina da CNS.

Lá é assim: tem muita variedade, os sapatos têm uma qualidade super boa, não são caros (variam os preços, mas entre 100 e 150 reais dá pra comprar sapatos lindões),  acabamento perfeito, garantia (ééééé, garantia!) e são super confortáveis. São sapatos que se pagaria uma fortuna por um par, mas lá o preço é justo. Baratinho não é, mas é pra lá de justo pela qualidade do que se leva pra casa.

Eu conheço só a loja de Santo André, é bem grandinha. O segredo mais legal tá no segundo andar, onde ficam as coleções anteriores. Lá em cima tem muita variedade, não é resto, tipo o que a gente geralmente encontra nesse tipo de bota-fora (sem trocadilhos). E o preço é excelente! Os calçados lá são em torno de 40 a 50% menores que a coleção atual. Coisa linda!

Eu sou uma chata pra comprar sapatos, e meus pés são uma frescura só (acham que são pés de mulher rica, só querem calçar coisa boa, senão doem). Geralmente saio das lojas sem comprar nada, depois de provar 25 pares. Lá, saí com quatro de uma vez, e foi uma luta decidir . Eu na verdade gostei de nove, mas consegui me manter dentro de um certo limite de sanidade.

Recomendo muito a loja e a marca, e fica aqui um alerta: prepare espaço no armário, porque não dá pra sair de lá sem achar alguma coisa que você vai precisar comprar. Maravilha, aquilo, meninas! No website tem endereços das lojas. 

Brigou com o namorado? Tá aborrecida com o trabalho? Tá de TPM? Tá entediada? Tá precisando de um par de sapatos novos? [XD certo, isso é impossível, eu tava brincando] Vai lá.

6 comentários:

Milena disse... [Responder comentário]

Eu morro de inveja da elegância, desenvoltura e falta de esforço com que vc vai bater perna na rua por horas a fio em cima de salto 15.
Se eu fizer isso, 2 horas depois sou obrigada a amputar os pés. E veja bem, o pior é que eu FAÇO isso. O que não é esperto.

Ou seja, não posso ficar mais de duas horas na rua que volto um bagaço. Mas me recuso, do alto do meu 1.6o m, a usar sapato rasteiro.
Destruo as patinhas e fico pedindo pra morrer, mas não desço do salto. rs

Quanto a sapatos que não duram, já te contei, né? De uma hora pra outra, parece que venceu prazo de validade em pelo menos 50% dos meus tamancos/sandálias. E o pior é que todos estragaram do MESMO jeito! Não soltaram as tiras, nem arrebentaram, nem descosturaram... O salto simplesmente esfarelou. Se desfez. Virou pó. Do NADA.
Num dia tava bom, noutro dia arriou no meio da rua. Parece até que um pneu tinha furado, sabe como é?

Acho que eles tinham um chip para se auto destruir, a la Missão Impossível. Só pode.

Fodali disse... [Responder comentário]

Eu acho salto alto a coisa mais linda... nos pes de todo mundo menos os meus.

Re, se os seus pes tem complexo de rica, os mues tem complexo de moleque: se recusam a calcar qualquer coisa que nao seja tenis.

E quanto aos sapatos desmancharem, nao tem sapatos bons como os que a gente acha no Brasil... aqui eles desmancham na metade do tempo. Umas belas de uams merdas. :(

Renata disse... [Responder comentário]

Meninas, esse negócio de salto é costume mesmo. Meu chinelinho de beira de cama tem salto altíssimo.

Mas tem uma coisa: sem aquela plataforminha na frente eu também não aguento, não. Aquilo é o truque. hehehe

(Mi, não esquece de mencionar a "elegância e desenvoltura" com que eu viro o pé nas calçadas esburacadas. hahahaha)

disse... [Responder comentário]

Oi Rê.... fui lá conferir a Norah. Tem coisas lindísssimas mesmo. Quisera eu andar na panca assim, para usar esses sapatos bem lindões.
Tinha um de bolinhas, mesmo... coisa mais fofa. Já me imaginei de Pin Up. Hehehehe!!!

Beijinhos

Silvia disse... [Responder comentário]

Gentem

Essa mulher é um abuso!
Ela desceu as prateleiras meesssmo!
E saiu de lá com uns sapatos lindões, que eu, pobre mortal, não suportaria por 15 minutos, conforme disse a Milena.
E que desenvoltura e por que não dizer "garbo" ela os usa!!!.
Bjs, Re!

Renata disse... [Responder comentário]

HAHAHAHA É, a Silvia testemunhou minha visitinha à loja. Inclusive tá na hora de repetir, né? Vam? :D

Gente, to me achando agora! Desenvoltura, elegância, garbo... Sério que eu vou falar pro meu cirurgião vascular vir dar uma olhada nesse blog pra ele entender essas coisas, viu?

Beijos!

Related Posts with Thumbnails