COMUNICADO

Oi gente!

É provável que vcs notem que em alguns posts do blog há fotos que não aparecem ou não abrem ampliadas em outra janela. Nós tivemos problemas com a hospedagem dessas imagens, por isso algumas foram perdidas.
Já estamos trabalhando a fim de recuperá-las (temos backup, ainda bem!). O processo levará algum tempo, mas vai dar tudo certo.
Agradecemos pelo apoio recebido até o momento, e contamos com a compreensão de vcs. <3

sábado, 9 de janeiro de 2010

Avon Hair Color / Eu quero ser loira

 

meu novo look 9.0

 

Há uns dois meses, recebi pra testar a coloração da Avon.

Eu ia comprar pra experimentar de qualquer jeito, provavelmente, mas o pessoal que cuida da divulgação dos produtos da Avon se adiantou e me mandou pra testar.

Minha modelo é minha mãe, pra testes de tinturas, porque reúne numa pessoa só várias necessidades que uma coloração deve atender:

1. Cobertura de brancos:
Minha mãe tem uns 60 a 70% de fios brancos, então a cobertura tem que ser boa. Por ter tantos brancos, a cor não pode ser contrastante, pra que quando comece a crescer a raiz branca não contraste com a tintura escura. Por isso, tem que ser uma tintura clara. Aí é que reside o problema na maioria das tinturas: a cor clara o suficiente pra não contrastar com a raiz branca às vezes não cobre os brancos (que são mais resistentes aos pigmentos). O tom "X" da questão é o 8 (louro claro), porque até o 7 (louro médio) praticamente qualquer marca de tintura cobre. Mas quando a gente tenta cobrir com alguma cor na altura do 8, a coisa muda de figura, e poucas conseguem.

2. Preservação do fio:
Todas as tinturas, todas, quaisquer que sejam, afetam os fios. Não tem como, o cabelo colorido artificialmente nunca tem a textura e o brilho que o cabelo natural tem. Nunca. E quanto mais forte a tintura, mais provavelmente detona os fios. O desafio, então, é ter o máximo de poder pra cobrir brancos, colorir e fixar bem a cor por bastante tempo, e ao mesmo tempo conseguir afetar o mínimo a integridade dos fios é o desafio.

3. Cor:
Louro claro... Ai, ai... Tá aí outra dificuldade típica desse tom. Várias marcas deixam o cabelo amarelado, ou com aquele cinza horroroso, cor de pedra com limo (Oi, Imédia!). A gente quer aquele louro acinzentado, que raramente alguém que não é naturalmente loura consegue. Raramente mesmo.

Faz quase um mês que tingi o cabelo da mãe, então agora dá pra falar sobre essas coisas com mais segurança. Porque às vezes a gente usa uma coloração e o cabelo fica maciozinho que é uma beleza, e dez dias depois fica uma palha. Ou fica tudo amarelão. É depois de uns 15 ou 20 dias de aplicada a coloração que o pigmento colocado artificialmente já saiu em quantidade suficiente pra mostrar o efeito que a tintura realmente teve no cabelitcho.

Eu já experimentei muita coisa pra cabelo, tinturas profissionais de várias marcas - nacionais e importadas. Muitas mesmo. Então quando avalio essa tintura, acreditem que minhas referências são das boas.

A cobertura de brancos é satisfatória. A cor que usei foi a 8.1, que é louro claro acinzentado, e é notória (a cor) por não cobrir muito. Essa cobre bastante bem! (querendo mais cobertura, misture 8.0 com 8.1)

A mãe é uma modelo ótima: crica que nem eu! Ela chia e reclama quando não gosta da tintura, principalmente se resseca um pouco o cabelo dela. Se resseca muito, ela fala na minha orelha um mês inteiro. (Esse é um dos motivos por que ela é minha modelo escolhida; acompanho o resultado o mês todo e tenho feedback o mês todo, querendo ou não, bom ou não haha) Essa ela elogiou. Ficou macio, deu brilho, durou, não desbotou. Show!

O cheiro dela é gostoso. Não é forte, é perfumado e suave. Gostei!

Pra aplicar, vem com todo o aparato. Luvas, aplicador, etc. Mas apesar da textura ser mesmo mais pro líquido que pro creme, eu prefiro sempre usar pincel. Até meu tonalizante eu aplico com pincel, que faz a tintura alcançar todos os fios sem precisar usar um montão.

Falando nisso, ela rende um pouquinho menos que um tubo de marcas profissionais (Majirel, por exemplo). Eu diria que uns 10% menos. Mas dá pra fazer o cabelo todo, retoque de raiz, com um tubo, tranquilo. A mãe tem um mundo de cabelo e deu (geralmente sobra um tiquinho). Então tenha isso em mente: no retoque de raiz, aplique sem exagero, porque dá justo. Em compensação, pra ‘puxar’ pras pontas, não é necessário adicionar mais (como geralmente acontece com outras tinturas). Essa desliza pra todo o cabelo, coisa linda, fácil e gostoso de ‘puxar’. A quantidade aplicada na raiz é mais que suficiente pra fazer todo o resto do cabelo, depois do tempo de pausa.

A cor…

A cor é um capítulo à parte. Não falei que por mais que a gente tente e misture intensificador cinza e pigmento lilás (é pra combater o amarelão-laranjão), sempre acaba pendendo, algumas mais, algumas menos, pro amarelo? Essa não!

A cor ficou aquele louro acinzentado dos sonhos de toda loura fake. Juro. Coisa linda! E nessa hora, de novo, tenham em mente que eu já testei uma quantidade absurda de tinturas. Nunca vi como essa, nesse sentido.

Tanto é assim que antes de aplicar a tintura no cabelo da mãe eu não fotografei. Justamente porque eu achei que, em termos de cor, não ia mesmo ser muito diferente, já que não dá pra escapar muito de obter resultado parecido com as outras marcas.

Devia ter fotografado. Tsc… Que pena!

Mas bem, vocês já me conhecem o suficiente pra saber que eu to falando muito sério: ficou MUITO diferente o resultado do que eu costumo obter. MUITO melhor.

(A Selma também experimentou ontem. Não vi ainda o resultado, mas ela me mandou recado que gostou muito. Segunda vou saber mais detalhes da opinião dela, e se tiver alguma outra coisa pra acrescentar, emendo aqui o post.)

Custa 16 reais no preço normal do catálogo, mas às vezes aparece promoção, vem mais barato. Se custasse o dobro eu compraria.

Não testei cores escuras nem vermelhos, mas garanto que, pra teste, a prova de fogo é o louro claro acinzentado, 8.1. Se esse foi aprovado, o resto das cores provavelmente também atende à expectativa.

Essa tintura atendeu e superou. Loiras, se joguem! Seus problemas acabaram. :)

Uns meses atrás me pediram pra enumerar melhores produtos de cabelo, entre eles tinturas. Essa não está na lista porque na época não existia, mas foi pro topo. Disparado. 


Ah, a foto, como eu não tinha da mãe, simulei no site da avon. Não funciona direito, é um saco de usar. Seria bem divertido se funcionasse melhor, mas chegou uma hora que me irritei e salvei essa imagem mesmo.

* Nota: Conforme está na moda e é politicamente correto, as pessoas deixam uma observação explicando quando ganharam o produto pra fazer resenha, porque tem gente que pode achar que quando a gente ganha a avaliação fica tendenciosa. Então estejam avisadas: ganhei pra resenhar. E pra quem não sabe, eu sou totalmente capaz de descer o verbo em qualquer coisa que eu não goste, ganhando ou comprando. Tão sabendo, né? XD

11 comentários:

Carolina disse... [Responder comentário]

Oi, Renata!
Descobri o blog há pouco tempo, mas já li todos os posts e entro sempre pra ver se tem novidades.
Adorei a resenha (aliás, adoro as resenhas de vocês, são super detalhadas!). Por causa de um outro post seu, resolvi experimentar a tintura da Keune e gostei do resultado (apesar de só ter usado uma vez). Antes eu usava Imédia, mas apesar das mil hidratações/reconstruções, o aspecto do meu cabelo estava muito esquisito. No toque ele estava macio, hidratado, mas o aspecto era um horror. Enfim, resolvi seguir sua dica e encomendei a Keune no Mercado Livre, mas achei o preço meio "salgado". Agora estou tentada a experimentar essa da Avon, tomara que dê certo, pois sairá metade do preço. Além de ser bem mais fácil de achar, né?

Beijos!

Anônimo disse... [Responder comentário]

A minha mãe testou essa tintura do Avon e odiou.
Ela tem 100% de fios brancos e não cobriu nadinha (usou a 6).
Ficou furiosa pelo dinheiro posto fora.
Voltou p/ a Imedia.
P/ ver como o resultado varia de pessoa p/ pessoa.
Beijos.

Carolina disse... [Responder comentário]

Engraçado que a mãe também usa Imedia e no cabelo dela fica bom. Só sei que meu cabelo tava esquisito e eu cismei que era a tinta, talvez nem era, mas sei lá....

Renata disse... [Responder comentário]

Oi, Carolina! Legal, experimenta e depois me conta. Acho até que pode variar, mas Imédia é brabo mesmo. Se pra ela funciona, é uma exceção, eu mesma nunca vi um resultado bom com ela.

bjs!

(ah, anonimo/a, você esqueceu de deixar seu nome)

Silvia disse... [Responder comentário]

Oo Renata, sempre acompanho o blog e adoro as resenhas tanto as suas quanto as da Milena. No caso desta, achei que vc descreveu perfeitamente o que acontece com ols loiros, com minha mãe acontece o mesmo. Vou ler a resenha para ela e se ela resolver testar a tinta, colocarei os resultados aqui.
bjs!

Renata disse... [Responder comentário]

Sim, coloca aqui, por favor! Porque aparentemente a cobertura de brancos não funciona igualmente pra todas, mas a questão do loiro é complicada mesmo. Coloca suas impressões aqui depois, please!

bjs!

Claudia disse... [Responder comentário]

Oi, eu sou a anonima (esqueci de logar).

Daiane disse... [Responder comentário]

Eu também usei essa tintura na minha mãe, só que em outra cor... ela tb é bem criteriosa e adoramos a cor... Avon acertou em cheio dessa coloração para cabelos...
Também achei super fácil de pintar... minha mãe tem cabelo bem curtinho e um tubo dá pra duas aplicações...

Daiane disse... [Responder comentário]

Esqueci de dizer, ela tb tem cabelos brancos e cobriu 100%.

Daiane disse... [Responder comentário]

Esqueci de dizer, ela tb tem cabelos brancos e cobriu 100%.

Silvia disse... [Responder comentário]

Olá, minha mãe tb testou a tinta da avon, para ela que tem quase 100% de fios brancos não foi legal. Não cobriu bem os fios e logo perdeu a coloração. Ela preferiu voltar para a Italian color, que é vendida pela cabeleireira.

Related Posts with Thumbnails