COMUNICADO

Oi gente!

É provável que vcs notem que em alguns posts do blog há fotos que não aparecem ou não abrem ampliadas em outra janela. Nós tivemos problemas com a hospedagem dessas imagens, por isso algumas foram perdidas.
Já estamos trabalhando a fim de recuperá-las (temos backup, ainda bem!). O processo levará algum tempo, mas vai dar tudo certo.
Agradecemos pelo apoio recebido até o momento, e contamos com a compreensão de vcs. <3

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Curiosidade

 

Quando eu escrevi o post “Azarão”, muita gente comentou e fez a conta junto, tentando explicar – ou entender - como os preços dos produtos importados ficam tão caros aqui no Brasil.

A importação encarece o produto, lógico, por vários motivos. Mas um dia desses eu vi uma situação curiosa: a importação deles. Tudo que pode explicar o aumento dos preços no processo de importação vale pra eles também; daqui pra lá é o mesmo que de lá pra cá, teoricamente, certo?

Bom, bobagem ficar falando aqui. O exemplo abaixo ilustra a questão melhor do que qualquer coisa que eu escreva.

Prestatenção:

 

Chanel Poudre Universelle Libre

Lá (Nordstrom): US$ 52.00.

ch1 

Cá (Sacks): R$ 208,00 (importado)

ch1


Melissa Vivienne Westwood Anglomania + Melissa 3 Straps Elevated

Cá (Loja Melissa): R$ 190,00

melissa

Lá (Zappos Coutore): US$ 164.00 (importado)

melissa

 

 

Vai entender…

 

 

13 comentários:

Malu disse... [Responder comentário]

Oi Renata,

Uma amiga minha que trabalhava em uma Nordstrom disse que na loja que ela trabalhava tinha Havaianas (se não estou confundindo, já faz uns 2 anos que ela disse isso)... E que eram mais baratas que no Brasil. haha

Mas fazendo as contas... R$ 190 = USD$ 101.93 / USD$ 164 = R$ 305.69. Só que esse preço ainda não é o final, ainda tem as taxas estaduais que não estão imbutidas no valor do produto e variam conforme o estado. Digamos que minha amiga na California vá comprar essa Melissa... Lá são 8.75%. Se minhas contas não estiverem erradas, dará um total de USD$ 172.75 (= R$ 322). A Melissa sai mais cara nos EUA, mesmo não sendo o dobro ou mais, como geralmente ocorre no Brasil com os produtos importados.

Beijos,

Malu

Renata disse... [Responder comentário]

Oi, Malu!

Pois é, a conta é essa aí. E continuando a mesma conta, se usar a mesma proporção que o produto aumenta daqui pra lá pra calcular o preço de lá pra cá, o pó custaria 166 reais, e não 208. Bela diferença, na minha opinião.

Isso fazendo a conta com produtos mais caros. Tenta aplicar esse cálculo ao preço de um batom da MAC, por exemplo. Ou pior, de coisas mais baratas tipo nyx... Como é que 2 dolares viram 30 reais? Qual é a conta?

bjs

renata959 disse... [Responder comentário]

Rê, como sempre, ótimo ponto de vista!
bjs!

aline disse... [Responder comentário]

Nunca tinha parado pra pensar que eles também pagam caro pelos nossos produtos...
Me limitava a pensar que pela moeda deles ser mais forte pagavam menos..
Muito bom mesmo Re...

eu sabia que na Europa eles pagam mais de 60 euros por uma avaiana..rs

Malu disse... [Responder comentário]

Concordo contigo, Renata. Eu também não entendo certas coisas... :)

Beijos

Carlinha Salgueiro disse... [Responder comentário]

Sabe que eu imaginava isto, tipo com as Havaianas, o guaraná, o feijão, já vi gente ganhando horrores contrabandeando para fora algumas das nossas exclusividades.
Mas diante de tanta comparação que tenho feito ultimamente, focando apenas o quanto pago mais caro que o povo "de fora" me senti meio vingada agora.
Sentimento estranho, mas sei lá, meio que me confortou!
Beijos!

Geovana disse... [Responder comentário]

Oi Renata, o problema do encarecimento dos produtos importados para o Brasil, e que faz dois dolares virarem 30 reais, advém de estratégias protecionistas que o nosso pais assume diante de algum produtos. Eu até entendo esse tipo de mecanismo quando estamos lidando com gêneros alimentícios, já que somente fortemente produtores desse naipe e enfrentamos os fortes subsídios do paises estrangeiros nesse ramo, mas na area dos cosméticos não entendo o porque disso. Simplesmente porque o que motiva a compra de um cosmético ou maquiagem x ou y varia muito mais do outros produtos e o pais carece de variedade nesse ramo né. A má distribuição da carga tributária brasileira não é novidade, fato é que produtos essenciais como os médicamos são taxados semelhantemente aos cosméticos.
Então somando a isto ainda temos o frete e toda a questão da carência de produtos nacionais é aí que 2 dolares viram 30 reais.
bjs

Milena disse... [Responder comentário]

Me senti como a Carlinha... rsrs.

Camila disse... [Responder comentário]

Eh isso mesmo, os produtos (e ate moda e costumes) brasileiros sao mais caros la, do mesmo jeito q acontece com a gente.
Final do ano passado achei havaianas por 30 dolares!!! Ja acho um abuso pagar 20 reais numa `chinela`...kkkk
E la eu vi bastante rasteirinha (eu fui para Miami) so q tudo acima de 30, 40 dolares!!!! E umas safadinhas...tipo, sem nada, era chinelo de dedo praticamente...Mesmo eles estando em pleno inverno la, Miami eh rarissimo fazer frio...tanto q nao pegamos temperaturas menores q 27ºC (santo conversor de temperatura do celular...)...
Na epoca tive o mesmo sentimento da Carla....kkkkk

Anninha disse... [Responder comentário]

Li que a carga tributária sobre um perfume importado chega a 82%
Aí o governo vem com essa merda de desculpa de que produtos com mais industrialização realmente tem mais acréscimo tributário. Mas como os livros importados tem CT de "apenas" 20% não tem lógica nenhuma...
Um caso clássico é a exportação de laranja e importação de suco... Babaquice né? =(

Bjuuu

Julianacronica disse... [Responder comentário]

normal.... a melissa sai mais caro lá fora, da mesma forma que o produto da chanel sai mais caro aqui... Para que os produtos tivesse o mesmo "preço" nos dois países teria-se que levar em conta a PPC [paridade do poder de compra]....

Julianacronica disse... [Responder comentário]

no caso do comentário da aninha, livros são menos tributados [são mais essenciais], e exportar laranja é mais barato do que importar suco, é óbvio, no suco há mais valor agregado... o nome disso é deterioração dos termos de troca.

Renata disse... [Responder comentário]

Juliana, é, pra entender a gente tem que saber essas regras do comércio internacional (eu nunca ouvi falar de deterioração dos termos de troca! vou pesquisar mais sobre isso). Mas no meu (pobre) entendimento de comércio internacional, noto que vale a regra: "quem pode mais, paga menos" heheh

bjs

Related Posts with Thumbnails